Biblioteca Nacional: Rio de Janeiro

Uma das principais bibliotecas nacionais, segundo a UNESCO, a Biblioteca Nacional é a entidade responsável pela difusão da atividade intelectual no Brasil. Com um acervo de mais que 9 milhões de itens, ela tem a responsabilidade de preservar a cultura brasileira. Para isso conta com mecanismos e laboratórios de restauração e conservação do papel, como oficinas de encadernação, microfilmagem, fotografia e digitalização.

Evolução histórica da Biblioteca Nacional

São 200 anos de história que fazem dessa biblioteca a maior do país, e a mais importante. Suas origens estão na chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro, por conta da invasão das tropas napoleônicas a Portugal. A Real Biblioteca chegou ao Brasil com cerca de 60 mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, moedas, medalhas e estampas. Em 1821, a corte real voltou a Portugal, levando consigo todos os Manuscritos da Coroa.

A independência provocou muitas mudanças na administração da Real Biblioteca. Em 1822 foi dado início ao um projeto que seria o precursor do que hoje é o chamado Depósito Legal. Esse mecanismo obriga que todo periódico, livro, revista, manuscrito, impresso em território nacional, tenha uma cópia enviada ao acervo da Biblioteca. Com a volta do primeiro prefeito da Real Biblioteca a Portugal, por estar insatisfeito com a Independência, muitos códices que vieram com a Família Real, voltaram com ele. A partir daí, a Real Biblioteca passa a se chamar Biblioteca Imperial e Pública.

Hoje, como Biblioteca Nacional, ela tem se modernizado ao longo dos anos. A lei do Depósito Legal permite o crescimento constante do acervo e o enriquecimento da atividade intelectual e, além disso, promove a preservação do nosso patrimônio e memória bibliográfica e iconográfica. Além das atribuições já citadas, existem outras como: ser responsável pelo controle bibliográfico nacional, ser um centro de referencial de informações, fomentar a produção de conhecimento e trabalhar junto a entidades internacionais na difusão da cultura e da produção bibliográfica. Para exercer seu papel com maestria, a Biblioteca se utiliza de diversas atividades como: preservação, utilizando recursos modernos, digitalização, microfilmagem e conservação de papel; captação de obras através do Depósito Legal e do recebimento de doações e intercâmbio com outras bibliotecas; e difusão, através de ações de produção editorial, tradução e pesquisas.

Para conhecer essa imensa fonte intelectual do nosso País, visite o site http://blog.candeias.com.br/ e conheça os hotéis mais próximos para uma hospedagem tranquila, e que possa lhe proporcionar conforto e segurança na sua visita ao Rio de Janeiro.